Houve um tempo em que eu achava que o sucesso acontecia da noite pro dia. Eu valorizava o trabalho massivo, onde você cai de cabeça em algo, vara madrugadas, até ficar pronto. E aí em poucos meses, tcharam: sucesso da noite pro dia!

Mas de uns tempos pra cá eu tenho experimentado de verdade o poder das pequenas ações dia após dia.

O poder incremental das pequenas ações diárias, Natália Rosin
foto cortesia de pixabay/big_apple

E olha, fazer 1 pequena tarefa por dia, todos os dias, em prol dos meus objetivos, é uma das coisas mais incríveis que eu tenho experimentado.

Antes eu planejava os meus objetivos, sabia o que tinha que fazer, mas não fazia à espera do momento perfeito, à espera de quando eu pudesse investir X horas ininterruptas para trabalhar naquilo.

Não preciso dizer que eu esperava muuuuito tempo antes de chegar o momento perfeito, né? E com isso o tempo ia passando e passando e eu não começava nunca a evoluir em projetos que eu considerava importantes para mim!

Nisso tudo, eu descobri que fazer devagar e sempre é importante porque:

1) Você não precisa “cair de cabeça” pra atingir resultados significativos.

Algumas vezes na vida a gente realmente tem que se dedicar massivamente em alguma tarefa, geralmente quando ela tem um prazo pra ser finalizada.

O ruim de basear todos os projetos no trabalho massivo, caindo de cabeça quando algo precisa ficar pronto, é que logo a gente experimenta a fadiga e o cansaço que nos tira da jogada por um tempo, até nos recuperarmos e cairmos de cabeça de novo na próxima coisa. E o problema é que isso não é saudável se você quer viver uma vida plena.

Na maioria das vezes, contar com pequenas ações diárias pode te fazer alcançar resultados extremamente significativos.

2) O tempo passa de qualquer jeito.

Eu conheço de perto o pensamento de achar que porque eu não “tinha tempo” suficiente pra dedicar a um projeto, que era melhor nem começar, porque eu não ia conseguir concluir, ou então que era melhor deixar pra quando eu pudesse investir esforço e tempo significativo.

Uma vez o Camilo Bracarense conseguiu colocar em palavras algo que eu nunca conseguiria. Ele falou:

“Talvez ao pensar em uma meta a ser alcançada, você diga: ‘vai levar muito tempo’. Pois eu te digo uma coisa que não é novidade nenhuma, mas que provavelmente você não usa a seu favor: o tempo vai passar. E tendo feito ou não o que você gostaria, o tempo terá passado. É um estímulo e tanto pra agir, não é mesmo?”

E não é verdade? O tempo passa de uma forma ou de outra. Você correndo atrás dos seus sonhos ou não.

O que é melhor: Passar 3 meses sem fazer nada pelo seu objetivo porque você não pode fazer muito com o pouco tempo que tem pra dedicar hoje OU Fazer 1 pequena tarefa todos os dias por 90 dias?

Faz as contas. Junte 90 pequenas tarefas e você pode ter construído algo grandioso!

3) Você não TEM tempo. Você USA o tempo, de forma sábia ou não.

Esse jargão “não tenho tempo; tô sem tempo” que a gente tá acostumado a usar é balela. Todo mundo tem as mesmas 24h por dia, e cada um tem seus afazeres, responsabilidades e problemas, então você tem tanto tempo quanto qualquer outro ser humano na Terra.

Você tem tempo pra qualquer coisa que você queira. Você separa tempo para as suas prioridades, sejam elas quais forem. O negócio é que às vezes você tem que ser muito intencional em definir coisas importantes pra você como prioridade.

Lembre-se: A caminhada é longa, mas ela começa com o primeiro passo. E continua, com pelo menos um passo por vez.

Agora é com você, me conta: Qual é a uma coisa que você tem deixado de fazer à espera do momento perfeito?


dicas-achar-paixao-natalia-rosin-rodape-post-3