Como Saber Priorizar Quando Tudo Parece Prioridade?

Deixa eu adivinhar: Você é do tipo de pessoa que tem sempre mil ideias e não sabe por onde começar, acertei?

natalia-rosin-priorizar
foto gentilmente cedida por lauren macdonald

Se você é uma pessoa criativa tenho certeza que você sofre desse “mal”. São tantas ideias, tantos projetos, que fica difícil de priorizar pra saber onde agir primeiro.

Afinal, tudo parece tão promissor, tudo parece tão importante… Você não queria ter que escolher o que fazer. E se o que você priorizar não tiver sido a melhor escolha no final das contas?

O que acontece é que todo esse questionamento e todo esse peso de “ter que escolher” acabam te paralisando.

E aí o problema não é mais não fazer a escolha certa. O problema passa a ser não fazer escolha alguma.

Eu já escrevi aqui como eu acredito que clareza só vem com ação. Ter clareza é essencial para conseguir alcançar seus objetivos, mas essa clareza, na maioria esmagadora das vezes, só vem com o processo.

Então comece.

Faça a próxima coisa certa

Quando eu estou me sentindo muito sobrecarregada, muito assustada com a quantidade e variedade de coisas que eu vou precisar fazer para um projeto sair do papel, eu páro, respiro e repito:

“Natália, faça a próxima coisa certa. No momento, você precisa pensar na próxima coisa certa.”

É comum, quando estamos em um projeto muito grande, nos sentirmos oprimidos pelo número de tarefas que vamos ter que executar. Aí olhamos lá na frente e não sabemos mais se é melhor começar por aqui, ou se é melhor priorizar essa atividade no momento e deixar a outra pra depois, e por aí vai.

Por isso é importante só pensar na próxima coisa certa. Cada coisa a seu tempo, deixe pra se preocupar com as lá da frente quando chegar a hora delas.

É como o efeito dominó. Se ocupe só com a peça que está imediatamente na sua frente, alinhe as demais, e uma vai gradualmente derrubando a outra.

“Você faz a coisa certa, depois faz a próxima coisa certa. Com o tempo, elas se somam, e o potencial geométrico do sucesso é desencadeado.” Gary Keller, no livro A Única Coisa.

Aprenda a abrir mão

Aceite que você nunca vai conseguir fazer todas as coisas que tem vontade.

Por mais que você tente insistir, nem tudo na vida tem igual importância. E é você quem tem que decidir quais são as coisas realmente importantes para você.

Você não precisa fazer seu melhor em tudo. Apenas escolha as coisas que são mais importantes para você e esforce-se muito por elas. Quanto ao resto, apenas faça.

As pessoas bem-sucedidas, aquelas que tem um trabalho significativo e uma vida em família feliz, não tem mais tempo do que as outras. Elas simplesmente sabem priorizar e escolhem fazer somente o que é mais importante.

Eu sei como é difícil abrir mão de algumas coisas que são tããão legais, que você curte de verdade. Mas se elas não estiverem contribuindo para os seus objetivos de vida, e mais ainda, tirando o tempo para aquelas que contribuem, apenas abra mão delas.

Urgente ou Importante?

Dentre as tarefas que você tem na sua frente, quais delas são importantes, e quais são urgentes?

Você sabe a diferença entre uma e outra?

Uma tarefa urgente é aquela que tem um deadline imediato, é determinada por fatores externos e geralmente está associada a realizar os objetivos de outras pessoas.

Já uma tarefa importante é aquela que não necessariamente tem uma data limite, é determinada por um exercício interno e leva você a atingir seus objetivos.

Depois de ler isso, fica bem claro que nós devemos estar priorizando todos os dias o que é importante, certo? Isso não quer dizer deixar de fazer o que é urgente, mas colocar o importante em primeiro lugar.

Mas mesmo sabendo o que deveria fazer, a maioria das pessoas não faz. Afinal, as coisas urgentes estão gritando na nossa frente né? Fica difícil ignorar.

“As coisas mais importantes nem sempre são as que gritam mais alto.” Bob Hawke

Então você deve fazer o exercício de priorizar as atividades importantes no seu dia e não se deixar ser consumido pelas urgências e incêndios.

E as atividades que não são nem importantes nem urgentes? Essas são as desnecessárias, as que você deveria parar de fazer nesse momento!

Tenha uma lista de tarefas que funciona

Enquanto você não tiver uma lista de tarefas confiável, ou seja, um sistema que tenha todas as suas responsabilidades, projetos e tarefas, vai ser difícil de olhar o panorama geral e saber por onde começar.

Quando você mantém tarefas na cabeça, ao invés de jogar em um sistema confiável, você está gastando memória RAM do cérebro, com aquela sensação de que tem muita coisa para fazer, sobrecarregado… O que diminui seu poder de decisão sobre o que priorizar.

E você? Qual sua maior dificuldade quando se trata de priorizar?


dicas-achar-paixao-natalia-rosin-rodape-post-3