Eu comecei a usar o Evernote no ano passado e ele tem sido uma ferramenta essencial na minha vida desde então! Ele é o meu cérebro digital, onde eu coloco tudo, absolutamente tudo, que preciso pra me manter organizada e liberar espaço aqui no meu cérebro humano e poder usá-lo pro que importa de verdade.

E convenhamos, não dá pra confiar na minha cabeça pra lembrar de todas as coisas que eu preciso lembrar, então eu me condicionei a jogar tudo lá dentro. Ele é inclusive o sistema que está fazendo com que seja possível que eu me torne cada vez mais paperless, podendo me desfazer de mais e mais papéis a cada dia (esse é um processo looooongo pra mim).

Como eu uso o Evernote para ser mais organizada e produtiva, Natália Rosin
olha aí o Evernote em ação

Se você ainda não tem familiaridade com o Evernote, deixa eu te explicar bem rapidinho: Ele é uma ferramenta que te possibilita criar Notas, que podem ser organizadas dentro de Cadernos (e até por Pilhas de Cadernos, embora eu não use) e por meio de Tags (minha escolha preferida de organização!). Dentro de cada Nota, você pode inserir textos, checklists, tabelas, imagens, pdfs, arquivos diversos e até áudios (o que eu adoro!). As Notas são privadas por padrão (só você tem acesso), mas você pode escolher compartilhar com outras pessoas, e pode ter Cadernos inteiros compartilhados também.

Como ter essa ferramenta como companheira diária tem dado muito certo pra mim, quero compartilhar um pouquinho com você para que eu uso o Evernote no dia-a-dia (e quando eu digo dia-a-dia, eu quero dizer TODO dia)

1) Para escrever

O grosso da minha escrita é feita no Evernote. Pra algumas coisas eu uso o iA Writer (Mac), mas a maioria do que escrevo é no próprio Evernote.

Posts do blog, artigos, planejamento de projetos, textos diversos etc etc. Até carta eu já escrevi primeiro no Evernote pra depois passar a limpo no papel! Só não uso o Evernote para escrever entradas de diário, porque pra isso uso o Day One (Mac também), mas de resto, praticamente tudo vai pra lá. O bom é que cada Nota já guarda informações de data de criação, local e histórico de alterações, o que é ótimo pra acalmar a viciada aqui em datar tudo que vê pela frente.

2) Para fazer listas

Eu não uso o Evernote como meu gerenciador de tarefas. Para minhas to-do lists eu uso o Nozbe, que é outra ferramenta indispensável na minha vida. Mas gosto de usar o Evernote pra outros fins, como:

  • Checklists de viagem, com tudo que não posso esquecer de colocar na mala
  • Listas de compras
  • Listas de lugares que quero visitar (Ex. Tenho uma nota chamada “Busca pelo Café Perfeito”, onde tenho uma lista de todos os cafés que quero conhecer e vou dando check naqueles que já fui)
  • Pautas rápidas de reunião
  • Minha lista de objetivos para o ano
  • Minha revisão semanal

Como eu uso o Evernote para ser mais organizada e produtiva, Natália Rosin

3) Para jogar ideias

Literalmente. Por exemplo, se eu tenho uma ideia de post, simplesmente crio uma nota, escrevo a ideia lá, coloco a tag “blog ideia post” e esqueço. Quando eu for realmente parar para escrever um post, puxo a tag, passo pelas ideias e escolho uma delas.

Qualquer pensamento que eu tenha (daqueles que passam pela sua cabeça e se você não escrever, vai esquecer, sabe?) eu jogo no meu cérebro-evernote e aí sim posso esquecer completamente porque eu sei que está bem guardado e quando eu precisar posso recorrer a ele novamente.

4) Para arquivar tudo. Até a mãe.

Esse é o grande pulo do gato pra mim! É o que me possibilita me tornar cada vez mais paperless, porque sei que posso arquivar tudo quanto é papel no Evernote, tirando uma foto ou escaneando e colocando dentro de Notas.

Desde documentos, comprovantes, notas fiscais, contratos, cartões de visita (sorry, se você me deu um cartão de visita, a foto dele está em uma Nota, mas ele já foi pro lixo), recibos, receitas médicas, até… desenhos da Cecília.

(Pais e mães corujas horrorizados em 3, 2, 1…)

Ok, vamos falar a verdade: Meus pais guardavam meus desenhos e artes, eu até lembro das pastinhas, mas me pergunta se hoje eu tenho algum pra contar história? Tudo se perdeu, ou está tão enfurnado na casa deles que eu não faço ideia de onde está. Sim, essa é a categoria que está sendo mais difícil de arquivar e jogar fora o original (talvez eu guarde alguns =P), mas comecei pelas milhares de atividades escolares que se multiplicam ano após ano, e até agora tenho tido sucesso. \o/

O melhor é que vou poder ter acesso fácil e pra sempre, tudo em um único lugar sem ocupar espaço físico, e à distância de uma busca.

Ah, eu não falei a melhor parte: o Evernote encontra palavras dentro de imagens. Sim, ele ENCONTRA-PALAVRAS-DENTRO-DE-IMAGENS. Inclusive em textos escritos à mão. Em qualquer idioma.

Como eu uso o Evernote para ser mais organizada e produtiva, Natália Rosin
O Evernote encontra textos escritos à mão dentro de imagens. Pura magia!

Aliás, a busca como um todo do Evernote é um caso a parte, pra mim ela é a cereja do bolo.

5) Para notas de livros e citações

Desde sempre eu sou viciada em guardar citações e partes de livros que eu gostei e marquei. Até hoje eu não tinha encontrado um sistema ideal pra isso, até começar a usar o Evernote.

A grande maioria de livros que eu leio é via Kindle, o que super facilita isso pra mim. Eu leio o livro, vou destacando as partes que gosto no próprio app do Kindle e quando acabo de ler todo o livro, abro minha conta Kindle e busco pelas passagens destacadas daquele livro. Usando a extensão do Chrome Evernote Web Clipper, salvo essa página em uma Nota com a tag “nota de livro” e pronto. Assim posso copiar passagens desse livro para citar em outros lugares quando quiser.

E isso é um pouquinho de como eu uso o Evernote pra me manter organizada e produtiva!

E você, usa o Evernote também?
Quais são suas dicas pra mim? Se você não usa, o que você faz pra se manter organizado?


dicas-achar-paixao-natalia-rosin-rodape-post-3