Como Saber Priorizar Quando Tudo Parece Prioridade?

Deixa eu adivinhar: Você é do tipo de pessoa que tem sempre mil ideias e não sabe por onde começar, acertei?

natalia-rosin-priorizar
foto gentilmente cedida por lauren macdonald

Se você é uma pessoa criativa tenho certeza que você sofre desse “mal”. São tantas ideias, tantos projetos, que fica difícil de priorizar pra saber onde agir primeiro.

Afinal, tudo parece tão promissor, tudo parece tão importante… Você não queria ter que escolher o que fazer. E se o que você priorizar não tiver sido a melhor escolha no final das contas?

Continue lendo

Você sabe a Diferença entre um Sonho e um Objetivo?

Sonhos e objetivos não são a mesma coisa. Definitivamente não são sinônimos.

Muita gente fala que tem o sonho de começar um negócio próprio, ou de se mudar para outro país, ou de criar uma ONG, ou de ter um estilo de vida X com a família, ou de um dia sair do emprego corporativo que não ama.

natalia-rosin-diferenca-sonho-objetivo
foto gentilmente cedida por pixabay/ryanmcguire

Muitas pessoas (ou eu até poderia dizer, TODAS as pessoas) tem sonhos.

Quantas dessas pessoas tem objetivos?

É… Nem todas.

Mas… tem diferença?

Continue lendo

Como eu escrevo no meu diário

Ter o hábito de escrever em um diário tem uma importância inacreditável na vida de quem quer se tornar uma pessoa melhor e crescer pessoalmente e profissionalmente.

natalia-rosin-diario-1
foto gentilmente cedida por pixabay/Kaboompics_com

E por que escrever em um diário é tão importante assim?

Esse é um hábito que tem diversos benefícios, como por exemplo: registrar a sua vida, os acontecimentos e as lições que você aprende ao longo dela, servir de registro permanente do seu progresso, clarear pensamentos e sentimentos. Te ajuda a processar eventos passados, oferece novas perspectivas para ver algo por outro ângulo, além de servir de apoio para você se conhecer melhor. É também uma ferramenta poderosa para registrar seus objetivos e acompanhar a evolução deles e ainda te faz exercitar a escrita.

Eu mesma não era muito adepta dessa prática há 2 anos atrás. Tudo o que eu menos precisava era enfiar mais uma atividade no meu dia-a-dia já corrido.

Continue lendo

Porque ser uma pessoa que tenta agradar a todos pode ser ruim para você

Eu sou uma pessoa em reabilitação.

Mais exatamente, sou uma pessoa-que-tenta-agradar-a-todos em reabilitação.

natalia-rosin-agradar-todos-2
foto cortesia de brandoncwarren

Desde sempre eu achava que servir bem as pessoas era fazer todo o possível para realizar o que elas me pediam.

Em uma certa fase da minha vida, eu decidi que a melhor forma de evitar uma discussão era não expor a minha opinião. Eu basicamente tinha preguiça.

E eu nunca dizia não.

Continue lendo

Por que é tão difícil manter a concentração no trabalho?

O que é que acontece conosco que não conseguimos mais nos concentrar em uma única atividade por mais de 20 minutos (quando muito…)??

Seja escrever um texto, planejar um projeto, ler um artigo inteiro…

Você já parou pra prestar atenção quantas vezes no dia você corta uma atividade no meio para fazer outra coisa que não tem nada a ver com ela?

natalia-rosin-dificuldade-concentracao
foto cortesia de pixabay/jandix

Toda essa tecnologia a que temos acesso hoje supostamente deveria tornar a nossa vida mais fácil, certo?

Afinal, praticamente tudo está à nossa disposição com a distância de um clique.

Mas não é o que acontece.

Continue lendo

O que eu aprendi sobre equilíbrio entre vida pessoal e trabalho

Um dia, cedo ou tarde, você pára pra pensar sobre o que está fazendo com a sua vida.

E nessa pausa, quase sempre o ponto de questionamento é: Será que estou trabalhando demais e deixando outras coisas de lado?

(Se você ainda não parou pra pensar nisso, fica calmo. Um dia você vai… Um dia…)

natalia-rosin-equilibrio-vida-trabalho
foto cortesia de malinkrop

E é aí que nós começamos a refletir sobre equilíbrio entre vida pessoal e trabalho.

  • É possível?
  • O que é mais importante pra mim? Quais são os meus valores de vida?
  • Um dia eu vou me arrepender do caminho que estou trilhando?
  • Eu me sinto realizado de forma plena com a jornada que estou vivendo agora?
  • Como dar atenção a outras áreas da minha vida, quando eu preciso me matar de trabalhar para fazer dinheiro para sustentar meu estilo de vida/minha família?

Eu já tive que responder essas perguntas um dia, quando elas começaram a ficar muito insistentes na minha cabeça, e quando eu não pude mais ignorá-las.

Continue lendo

Os 8 Maiores Benefícios De Escrever Em Um Diário

Há pouco mais de 1 ano e meio, eu comecei timidamente o hábito de escrever em um diário pessoal. Sim, depois de adulta.

natalia-rosin-importancia-diario
foto cortesia de unsplash

E eu não tinha um diário desde os meus 13 anos! Daqueles que começavam com “Querido diário…” e que falavam basicamente das desaventuras de uma adolescente no final dos anos 90.

Mas depois de um buraco de 14 anos, eu redescobri a importância que manter um diário tem no meu desenvolvimento pessoal e profissional. E fui convencida de que esse era um hábito importante de se desenvolver de forma consistente.

E depois desses quase 2 anos, eu posso afirmar: Escrever um diário não é tão importante quanto eu ouvi dizer.

É muito mais importante do que eu imaginava!

Então se você acha que diário é só coisa de adolescente, eu tô aqui pra te provar que não é.

Durante esse tempo eu observei 8 grandes benefícios que escrever diariamente em um diário me trouxe, e quero compartilhar com você agora:

Continue lendo

Porque reclamar é injusto com os outros (e com você)

Você já ouviu (e falou) reclamações como estas ou parecidas?

  • “Nossa, hoje estou tão cansado…”
  • “Não tô aguentando o calor que está hoje.”
  • “Tá tudo péssimo no trabalho. Já te falei que eu odeio meu emprego?”
  • “Lá em casa tá muito ruim, não tenho tempo pra nada porque minha família me suga.”
  • “Odeio esse trânsito!”


natalia-rosin-reclamarfoto cortesia de pixabay/RyanMcGuire

Tem gente que não passa um dia sem reclamar pelo menos uma vez né?

Continue lendo

Por que você levanta da cama de manhã?

Houve uma época em que era muito difícil eu sair da cama de manhã. Eu enrolava, apertava o soneca do alarme 10 vezes, e quando não dava mais, saía da cama me arrastando.

natalia-rosin-porque-levantar
foto cortesia por pixabay/RyanMcGuire

Meu marido que, quando casamos, fez uma promessa fofa de fazer café preto pra mim toda manhã (ele não gostava e mesmo assim fazia todos os dias pra mim – sim, eu tenho o melhor marido do mundo <3), já estava com uma caneca de café enorme pronta pra mim.

Eu sentava no sofá e tomava aquela caneca, sem conversar com ninguém, até o café fazer efeito e eu conseguir me arrastar até a mesa pra aí sim comer meu café da manhã, arrumar a Cecília para escola, me arrumar para o trabalho e sairmos juntos de casa.

E assim eu vivi por alguns anos.

Por que eu levantava da cama de manhã?

Continue lendo